Acessibilidade A+ A- C

Nova Marginal do Tietê

Principal corredor viário da cidade, com um movimento de até 1,2 milhão de viagens por dia útil: essa é a Marginal Tietê, importante via de tráfego que interliga as Regiões Oeste, Norte e Leste de São Paulo e serve como acesso às rodovias Castello Branco, Anhanguera, Bandeirantes, Presidente Dutra, Fernão Dias, Ayrton Senna e ao Aeroporto Internacional de Guarulhos.

Em março de 2010, foi inaugurada e entregue ao tráfego as obras de adequação viária da Marginal Tietê no trecho compreendido entre o viaduto CPTM (Rodovia dos Bandeirantes) e Rua Ulisses Cruz (após a Ponte do Tatuapé), com extensão aproximada de 15,2 quilômetros de cada lado.

Para minimizar transtornos ao tráfego, várias medidas foram previstas já na fase de planejamento e projeto das obras de ampliação das pistas e de prolongamento ou implantação de obras de arte.

Principais complexidades na execução das obras:

  • Prazo de execução das obras estabelecido para minimizar o período de transtorno à população.
  • Transporte de materiais da obra no período noturno, quando o tráfego na Marginal era menos intenso.
  • Interrupções parciais das pontes da Freguesia do Ó, Limão, Casa Verde, Bandeiras e Jânio Quadros (Vila Maria), planejadas para interferir o mínimo possível na vida de quem cruza o rio Tietê. Foram considerados para o planejamento os eventos que ocorrem na região e representam grande fluxo de veículos: Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1 (grande movimento no Campo de Marte), Marcha para Jesus, Eventos no Pavilhão de Exposições do Anhembi, movimento excepcional de ônibus de viagem no Terminal Rodoviário do Tietê nas proximidades dos feriados de final de ano e Operação Carnaval.
  • Canteiros de obras principais localizados estrategicamente para dar apoio às obras sem grandes perturbações ao tráfego.
  • Esquemas especiais de desvio de tráfego foram implementados com a participação direta e permanente da CET- Companhia de Engenharia de Tráfego.
  • Grande volume de trânsito da Marginal nos dois sentidos.
  • Interferências com redes de concessionárias de serviços públicos: COMGÁS, CTEEP, ELETROPAULO, SABESP, DAEE.
  • Espaço reduzido para execução da obra, muitas vezes confinados entre as duas pistas.
  • Trabalho noturno para não interferir no trânsito, quando o tráfego na Marginal é menos intenso.
  • Condições meteorológicas com chuvas atípicas para o período, tendo índices pluviométricos acima da média histórica durante a execução da obra.
  • Transplantes das árvores, na maioria das vezes feitas com o auxílio de guindaste de grande porte e carreta, realizados no período noturno.

Detalhes sobre as obras

A Nova Marginal Tietê, recebeu as seguintes intervenções:

  • Alargamento da pista local para o aumento do número de faixas de rolamento (de três para quatro faixas) e implantação de pista auxiliar junto a pista local, nos trechos sob as pontes, o que evita perda de desempenho com as intervenções no trânsito das alças das pontes.
  • Construção de pontes e viadutos para conexão direta com eixos viários transversais, melhorando trechos com saturação de trânsito e problemas de entrelaçamentos veiculares além de prolongamentos de pontes existentes.
  • Correção das curvas e reforma dos ramos de acesso (agulhas de transferência de pistas) para mais segurança e conforto para os veículos
  • Adaptação dos níveis verticais de pontes, para minimizar problemas com cargas de caminhões.
  • Adequação da drenagem superficial; obras complementares no sistema viário; implantação do sistema de monitoramento eletrônico de trânsito e nova sinalização de orientação, além da implantação de programa urbanístico.

BENEFÍCIOS

  • Melhora do desempenho viário da Marginal Tietê.
  • Redução de ocorrências de congestionamentos.
  • Redução do tempo de viagem.
  • Melhora da qualidade do ar.
  • Melhora do desempenho viário da Marginal Tietê
  • Redução de ocorrências de congestionamentos
  • Redução do tempo de viagem
  • Melhora da qualidade do ar