Travessias
Acessibilidade A+ A- C

Novas tarifas nas Travessias Litorâneas entram em vigor nesta quinta, dia 2

As tarifas nas Travessias Litorâneas do Estado de São Paulo serão reajustadas em 8,47%

Reajuste acumulado de 1º de junho de 2012 a 31 de maio de 2015 fica abaixo da inflação medida no mesmo período

São Paulo, 1º de julho de 2015 - As tarifas nas Travessias Litorâneas do Estado de São Paulo serão reajustadas em 8,47%, a partir da 0h desta quinta-feira, 2 de julho. O reajuste foi autorizado através da Resolução Conjunta SLT-STM 01/2015, publicada na edição de hoje do Diário Oficial do Estado de São Paulo.

O documento limitou o ajuste tarifário apenas ao repasse inflacionário do período que vai de junho de 2014 a maio de 2015, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), indicador oficial da inflação brasileira, que foi de 8,47%. O procedimento é o mesmo utilizado na correção feita no ano passado. Com isso, o Estado não repassou ao consumidor a inflação medida entre junho de 2012 e maio de 2013, uma vez que não foi autorizado aumento tarifário em julho de 2013.

Portanto, considerando que o Estado não autorizou a correção das tarifas no ano de 2013, o percentual acumulado está abaixo da inflação total do período entre 2012 e 2015 (IPCA integral), cujo índice atingiu 22,89%. Isso significa que os valores cobrados nos oito sistemas seriam maiores, se a Companhia tivesse seguido a inflação cheia.

Em valores, se fosse aplicado o IPCA integral de 1º de junho de 2012 a 31 de maio de 2015, na Travessia Santos x Guarujá, que é a mais movimentada do Estado de São Paulo, em vez de R$ 10,60, a tarifa para automóveis passaria a ser de R$ 11,20. Já em São Sebastião x Ilhabela, o valor seria R$ 17,30, em vez de R$ 16,30, nos dias úteis.

As bicicletas, bem como seus respectivos condutores, continuam com isenção de qualquer pagamento nas Travessias feitas por balsa.

As tarifas foram reajustadas com base em seu valor real preciso. Para facilitar o troco, o valor final é arredondado em reais e dezenas de centavos. Toda a receita obtida com as tarifas é destinada a cobrir os custos operacionais dos serviços.

A resolução publicada no Diário Oficial do Estado com os novos valores está disponível no link abaixo:

https://drive.google.com/file/d/0B3i23Xdd4Tw2MmVTR3RSRzdVT1U/view?usp=sharing