Travessias
Acessibilidade A+ A- C

DERSA entrega ferryboat remodelado e amplia capacidade operacional da Travessia São Sebastião/Ilhabela

Com a chegada da balsa, a capacidade operacional da travessia passa de 318 para 380 veículos por hora em cada sentido

Já são sete embarcações que voltaram às travessias em 2016 totalmente reformadas com recursos do Governo do Estado de São Paulo

São Paulo, 13 de maio de 2016 – Afastado da operação desde setembro de 2015 para uma reforma completa, o FB-Valda II acaba de ser disponibilizado pela DERSA – Desenvolvimento Rodoviário S/A para a Travessia São Sebastião/Ilhabela. O investimento do Governo do Estado de São Paulo foi de R$ 4,2 milhões. Com a chegada da balsa, a capacidade operacional da travessia passa de 318 para 380 veículos por hora em cada sentido.

O FB-Valda II é a sétima embarcação totalmente remodelada e entregue somente este ano. Em janeiro, a lancha Valongo I voltou a operar na Travessia Cananéia/Ariri. No início de março, a Travessia Cananéia/Ilha Comprida recebeu os ferryboats FB-16 e FB-Bacharel. No mês de abril, foi a vez dos FB-19 e FB-15 chegarem à Travessia Santos/Guarujá. E na primeira semana de maio, os usuários da Travessia Vicente de Carvalho-Praça da República (Santos) receberam a lancha Paicará, a maior da frota, com capacidade para 728 passageiros.
 
Somando as sete embarcações, o investimento foi de mais de R$ 14 milhões e faz parte do Programa de Modernização das Travessias Litorâneas, iniciado em 2011. Desde então, o Governo Paulista aplicou mais de R$ 270 milhões, o que resultou num aumento de 30% na capacidade operacional do sistema.

O FB-Valda II teve toda a estrutura remodelada, incluindo a instalação de quatro motores zero Km de 350 HP cada um, mais ágeis, econômicos e menos poluentes. Os equipamentos fazem parte de um total de 20 motores novos adquiridos este ano, com investimentos de R$ 3,4 milhões, que estão melhorando o desempenho de ferryboats e lanchas da Companhia.

Além disso, a embarcação recebeu novos eixos e hélices, e os equipamentos de salvatagem foram substituídos. Os usuários também ganharam mais conforto com a instalação de banheiros masculino e feminino, já adaptados para atender a cadeirantes. Quanto ao visual, o amarelo antigo deu lugar ao branco, com grafismos em azul e cinza.

A Travessia São Sebastião/Ilhabela é a segunda mais movimentada do Estado de São Paulo, recebendo em média cerca de 4 mil veículos, 5 mil passageiros, 800 bicicletas e 500 motos, nos dois sentidos.
 
Dentro do Programa de Modernização das Travessias Litorâneas do Estado de São Paulo, mais de R$ 60 milhões foram destinados exclusivamente para esta travessia. O montante foi utilizado para substituir lanchas e ferryboats antigos por embarcações modernas e maiores, revitalizar as existentes, trocar motores e equipamentos de navegação, adquirir sistemas informatizados de controle de tráfego e reformar e ampliar atracadouros.