Rodoanel Norte
Acessibilidade A+ A- C

Rodoanel Norte promove feira de profissões para jovens do Jardim Brasil (1)

No dia 17 de setembro, a DERSA realizou evento direcionado aos jovens vestibulandos do bairro Jardim Brasil

Evento para vestibulandos na Escola Estadual Philomena Baylão teve palestras, testes vocacionais e dicas de inserção no mercado de trabalho

São Paulo, 17 de setembro de 2015 - No dia 17 de setembro, a DERSA - Desenvolvimento Rodoviário S/A realizou evento direcionado aos jovens vestibulandos do bairro Jardim Brasil e região, na Zona Norte de São Paulo. Uma feira de profissões foi montada na Escola Estadual Philomena Baylão para apresentar novidades relacionadas a diversas áreas. A iniciativa é parte das atividades do Programa de Apoio Social e Desenvolvimento Comunitário do Rodoanel Norte.

Os jovens, além de tirar dúvidas sobre diferentes carreiras e possibilidades de inserção no mercado de trabalho, assistiram a palestras de orientação profissional. Psicólogos também estiveram disponíveis para aplicar testes vocacionais, e universidades forneceram informações sobre graduação e cursos técnicos.

O evento reuniu profissionais das áreas de Enfermagem, Odontologia, Engenharia Civil, Engenharia da Segurança do Trabalho, Logística, Jornalismo e Recursos Humanos, entre outros. A feira da DERSA teve apoio da Acciona - construtora responsável pelos lotes 4 e 6 do Rodoanel Norte - e Diagonal - gerenciadora social do empreendimento -, e parceria com a empresa Embelleze, Pró-Reitoria de Graduação da USP, CIEE, UBS Jardim das Pedras, ENIAC, Fábrica de Cultura do Jaçanã e FATEC Tatuapé.

O Rodoanel Norte é a maior obra rodoviária financiada pelo BID. A rodovia terá 44 km de extensão e interligará os trechos Oeste e Leste do Rodoanel. Tem início na confluência com a Avenida Raimundo Pereira Magalhães, antiga estrada Campinas/São Paulo (SP-332), e termina na intersecção com a rodovia Presidente Dutra (BR-116). O trecho prevê acesso à rodovia Fernão Dias (BR-381), além de uma ligação exclusiva de 3,6 km para o Aeroporto Internacional de Guarulhos.

Com sua construção, o tráfego de passagem, sobretudo o de caminhões, será distribuído e desviado para o entorno da Região Metropolitana de São Paulo, melhorando o fluxo nas marginais e, consequentemente, o trânsito dos veículos de transporte coletivo. Estima-se redução de 23% do VDM (volume diário médio) de caminhões na marginal Tietê, o que representa uma diminuição de 17 mil caminhões por dia após a conclusão da obra.